terça-feira, 9 de setembro de 2014

Butecando no Chile - as dicas dos melhores botecos em Santiago e Valparaizo

Mercado Central e Cordilheira dos Andes ao fundo
Um grupo de amigos vai viajar para o Chile nos próximos dias e preparamos dicas especiais de butecos em Santiago e arredores para que possam aproveitar bem a viagem. Somos todos apreciadores dos vinhos chilenos, mas o Chile nos oferece muito mais que vinho. Além da cerveja de litrão (não tão estupidamente gelada como gostam os brasileiros), alguns drinques típicos como o famoso "terremoto" e o delicioso "pisco sour" - que no Chile é invenção dos chilenos e no Peru de peruanos - merecem ser experimentados durante a visita ao Chile.


Primeira parada: o buteco mais buteco que já visitei em Santiago é o "LA PIOJERA", ou em bom português: "O Piolhento". Fica no centro de Santiago, ao lado do famoso e turístico mercado central. O estilo é esse mesmo: botecão de centro de cidade. Freguesia eclética. Tem de tudo. De estudante a guardador de carro. O bar é todo pixado, desenhado, rabiscado, escrito. Decoração tradicional butequeira chilena. Mas, é muuuito legal. Vale a pena conhecer, lá você se encontra com o Chile de verdade. 






Na Piojera

Na Piojera, recomendamos: comer uma ensalada chilena (muito tomate vermelho e doce, com muitas cebolas cruas crocantes finamente picadas que incrivelmente não ardem, não tenha medo) e tomar uma cerveja escudo ou o típico drinque “Terremoto” (vinho branco com licor e sorvete de abacaxi). Se tiver pique, tomar o terremoto, a réplica e a tréplica. Vai sair de lá trocando as pernas. Na Piojera também tem empanada de pino (uma espécie de pastel assado, recheado com carne, ovo e azeitona) e outros pratos típicos como o arrolado (carne de porco cozida, enrolada nela mesma, é meio feia, mas gostosa).
Endereço: Aillavillú 1030 – próximo à estação de metrô “puente cal y canto”.


Em Bella Vista
Segunda parada: as centenas de botecos no bairro Bella Vista. Esse é um bairro de estudantes, lugar de muitas faculdades e tals. Fica perto do centro de Santiago, dá pra ir a pé, ou, dependendo do seu grau etílico, de metrô. Cheio de opções para se tomar um vinho, uma chela helada (cerveja), comer algo. Além disso, tem uma feirinha de artesanato bem interessante na entrada do bairro, ao lado do Rio Mapocho. Já na rua Bella Vista, tem uma galeria com artesanato também, um pouco mais caro, mas com coisas bem bonitas. Endereço: pio nono – no início dessa rua tem a feirinha, depois vai subindo e encontrando os botecos.


Aqui é na Piojera de novo, mas colocamos para ilustrar

Terceira parada: quer comer uma refeição mais completa? Vá ao "La Chimenea", ou "A Chaminé". É um restaurante que fica no centro de Santiago – próximo à torre de TV e do Palácio La Moneda. Recomendação: se for comer chorrillana (um prato que leva batata frita, carne, ovo, linguiça, muito delicioso) em Santiago, esse é o lugar. Tem outros pratos recomendados também, mas lá comemos chorrillana. Único restaurante de Santiago que ainda tem uma chaminé que funciona. Nesse restaurante também vale a pena experimentar o vinho com frutas, uma espécie de sangria. Delicioso e não se engane: embebeda bonitinho. Endereço: Principe De Gales 90 – centro – próximo a torre de tv.
Ensalada Chilena, Tréplica de Terremoto y Escudo!
Mais uma: Mercado Central. É um mercado de peixes e mariscos. Dá pra ter uma noção da diversidade de ingredientes que a cozinha chilena possui. Muito bom pra experimentar a comida típica do Chile. Os restaurantes maiores têm até atendentes que falam português. Mas, a dica aqui é dar uma volta e se conseguir driblar o assédio dos garçons dos restaurantes maiores e tiver coragem, comer nos restaurantes mais populares que ficam escondidos nas laterais. Ali, servido por senhorinhas ou garçons desdentados você irá comer a típica comida chilena, bem servida e por um preço infinitamente menor do que nos famosos Donde Augusto ou El Galeon. É tradicional oferecer a centolla - o caranguejo gigante chileno - para os turistas, por um preço extremamente salgado. Confesso que o gosto é o mesmo do nosso caranguejo anão, mas você tem que decidir se vale a pena. Outra coisa, como em qualquer lugar no centro da cidade, tome cuidado com máquinas fotográficas e celulares. 


Com palta, o sanduba fica mais gostoso

Por último: Fuente de Soda Alemana. Típica lanchonete chilena. Sanduíches gigantes com os ingredientes típicos, inclusive a palta, que é o nosso abacate. Vou falar uma coisa: é muito delicioso e vale por uma refeição. Os sanduíches são sempre gigantes e não dá pra ter frescura. Experimente! Você senta no balcão mesmo e a garçonete que te atende prepara o seu lanche também. Minha dica: peça lomito (pernil de porco) e escolha os agregados: a maionese de lá é deliciosa. Com abacate e tomate, fica muito bom! O mais engraçado é ficar vendo como são preparados os sanduíches já que a cozinha fica no meio do restaurante e os clientes em balcões ao redor, tipo um quadrado. Tem sanduíche com vagem, carne de porco, tomates (os tomates de Santiago são doces, deliciosos) etc. Nessas Fuentes de Soda, também tem vários tipos de cerveja artesanal, todas deliciosas. Vale a pena experimentar tomando uma cerveja artesanal.




Em Valparaizo, duas dicas preciosas
J. Cruz e o melhor pinot noir da viagem

J. CRUZ – em Valparaiso – tradicional “picada” chilena. Restaurante com música ao vivo, cantador de cuecas – música tradicional chilena.
Recomendo comer: chorrillana (prato típico de carne, ovo e batata frita) acompanhada de um bom vinho (pinot noir combina muito bem)
Dirección: Condell 1466, Valparaíso. Lá, pode perguntar que te dirão onde é.

Boate "El Huevo" ou "O Ovo": quer ficar bêbado, feliz e louco? Vá pra essa boate depois de jantar e beber todas no J. Cruz. A noite em Valpo começa tarde, lá pela meia noite, 1h da manhã, então dá pra fazer as duas coisas no mesmo dia. Ou na mesma noite.


Café con Piernas - este está localizado no paseo ahumada - Centro
Voltando para Santiago

Dica derradeira (por Ruths): Não deixe de conhecer o tradicional Café com Piernas! Existem vários pela cidade, uns mais interessantes que os outros... lá não vende bebida alcoólica, nem um petisco daqueeeeles, mas vale uma passadinha para tomar um cafezinho e apreciar o movimento! Nesse aí da foto, você pode inclusive levar sua esposa, clima familiar.... tem outros que é melhor deixar a patroa em algum museo e ir apenas com os amigos, isso por que não aceitam a presença de mulheres... só por isso!



Dica final (por Ruths): se for beber, disfarce... se não for disfarçar, encontre um boteco, porque beber na rua é proibido! Os mocorongos também conhecidos como carabineiros ou polícia vão te pegar e te prender! Abaixo algumas técnicas que foram infalíveis!!!!




Cuidado com os carabinero - os mocorongos!
Se for beber na rua, disfarce

Ainda tem mais uma dica: Se quiser comprar bons vinhos pra trazer por um preço muito, mas muito bacana vá ao céu, ou melhor vá até EL CIELO: distribuidora de bebidas no centro de Santiago. Lá, é mais barato que nos supermercados ou lojas especializadas em vinhos. Vale a pena ir, se for comprar mais de 6 garrafas de bons e caros vinhos deliciosamente bons. Endereço: http://www.elcielo.cl/ - San Diego N° 1430, Centro, Santiago.


Leia mais:

- Para saber como visitar a Concha y Toro, leia esse post: Um passeio pelo mundo do vinho
- Mais dicas sobre o Chile, aqui.



*Todas as fotos são de autoria de Neblina Orrico/Ruthiere Carrijo. Peça autorização, antes de usar. Obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário